Serviços de Apoio à Comercialização

Segurança alimentar e nutricional

Responsabilidade Socioambiental

Gestão Ambiental - Coleta Seletiva - Como Implantar

A implantação de um projeto de coleta seletiva envolve o desenvolvimento de 3 etapas: planejamento, implantação e manutenção.


A fase do planejamento

Primeiro Passo:


Envolva as pessoas. É importante sensibilizar as pessoas para a realização desse trabalho, pois uma pessoa não consegue arcar com tudo por todo o tempo, portanto, o envolvimento das pessoas é o passo fundamental para o sucesso do projeto.


Segundo Passo:


Conheça um pouco dos resíduos que são gerados, como:
  • número de colaboradores;
  • quantidade diária de resíduo gerada;
  • quais tipos de resíduos é composto e porcentagens de cada um (papel, alumínio, plástico, vidro, orgânicos, perigosos, etc);
  • o caminho do lixo: desde onde é gerado até onde é acumulado para a coleta;
  • identificar se alguns materiais já são coletados separadamente e, em caso positivo, para onde são encaminhados.
  • verificar os pontos necessários para a disposição adequada dos coletores e observação de procedimentos de limpeza e coleta do lixo

Conheça também as características locais:
  • recursos materiais existentes (tambores, latões e outros que possam ser reutilizados);
  • quem faz a limpeza e a coleta normal do lixo (quantas pessoas);
  • rotina da limpeza: como é feita a limpeza e a coleta (frequência, horários);
  • instalações físicas: locais para armazenagem e intermediários (andares, esquinas ou pontos de coleta)
  • recursos materiais existentes (tambores, latões e outros que possam ser reutilizados);
  • quem são e quantas pessoas fazem a limpeza e a coleta normal do lixo;
  • rotina da limpeza: como é feita a limpeza e a coleta (frequência e horários).

Terceiro passo:

Conheça um pouco sobre o mercado de recicláveis e decida sobre para onde encaminhar os materiais recicláveis coletados.
No Governo do Estado do Paraná, por força do Decreto Estadual nº 4167, de 26/01/2009, os órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta devem realizar a separação seletiva dos resíduos sólidos recicláveis gerados e destinar às associações e cooperativas dos catadores de materiais recicláveis.


Quarto passo:

De posse de todas as informações sobre as quantidades geradas de lixo por tipo de material, as possibilidades de estocagem no local e os recursos humanos existentes, podemos iniciar a segunda parte do projeto que é o planejamento das ações, devendo ser tomadas as seguintes decisões:
  • Quais materiais recicláveis serão coletados?
  • Quem fará a coleta?
  • Onde será estocado o material?
  • Para quem será doado o material?
  • Como será o caminho dos recicláveis e qual a logística a ser adotada, desde a origem até o local da estocagem?
  • Quem fará o recolhimento dos materiais, como e em que frequência e horário?

Quinto passo: a educação ambiental

Esta parte é fundamental para o programa ter sucesso, pois integra todas as atividades de informação, sensibilização e mobilização de todos os envolvidos.

É importante fazer uma lista dos diferentes grupos envolvidos, como por exemplo: os diretores, grupo gerencial, os funcionários da área administrativa e da limpeza.

Para cada um desses grupos deve ser pensado e planejado o tipo de informação e as atividades que cada segmento deve receber, visando atingir com mais sucesso o objetivo. Entre as atividades usadas, sugerimos: cartazes, palestras, folhetos, reuniões, etc.


A fase do implantação

Primeiro passo: os equipamentos


Esta é a etapa em que são decididos quais os materiais e equipamentos que devem ser comprados ou adaptados, tais como lixeiras, fragmentadoras, balanças, adesivo, sacos plásticos e outros materiais planejados;
Também é o momento em que ocorre a instalação dos equipamentos.


Segundo passo: Treinamento

Esta é a fase em que ocorre o treinamento dos funcionários responsáveis pela coleta.


Terceiro passo: Comunicação

Neste momento é que são elaborados os cartazes e folhetos explicativos do funcionamento da coleta, dos horários e frequências da coleta, armazenagem e destinação.


Quarto passo: o lançamento do projeto

Deve ser realizado uma atividade especial e diferenciada, com característica alegre e criativa, como por exemplo um café da manhã com palestra. As informações principais de como vai funcionar podem ser passadas na palestra, onde todos serão dotados de informações de todo o funcionamento. Faça que esta data seja marcante na vida das pessoas envolvidas.


A fase da manutenção

É importe que se crie um grupo para realizar o monitoramento da coleta, do armazenamento e da doação dos materiais recicláveis, para que seja realizado um balanço periódico do programa e divulgado a todo o grupo envolvido. Também é necessária a realização de ações de informação, incetivo e sensibilização de forma contínua.

Recomendar esta página via e-mail: