Serviços de Apoio à Comercialização

Segurança alimentar e nutricional

Responsabilidade Socioambiental

CEASA

05/07/2019

Cozinhando sem perdas e desperdícios no Banco de Alimentos da Ceasa Curitiba

O Banco de Alimentos da Ceasa Curitiba fará, de 10 a 12 de julho, três oficinas com cursos para aproveitamento de hortigranjeiros. As oficinas serão ministradas por profissionais da área de gastronomia e nutrição, e acontecerão no período da manhã, das 8 às 12 horas, na cozinha industrial do Banco de Alimentos.

Damos continuidade as ações educativas do programa Banco de Alimentos, com a realização de cursos, palestras e oficinas relacionadas a área de manipulação de alimentos, técnicas e métodos de aproveitamento integral de alimentos”, diz Paulo Ricardo da Nova, diretor agrocomercial da Ceasa Paraná.

A Ceasa vem intensificando os trabalhos sociais e fortalecendo a parceria com renomados chefes de cozinha como Fernando Matsushita, do restaurante Peruano Gastronomia e Cultura, Alessandro Gonçalves, diretor gastronômico e sócio proprietário da Organização Pistache, e Alvaro Kriech, chefe. Os três chefes estarão participando das oficinas do Banco de Alimentos. “As ações têm o objetivo de fomentar a troca de experiêcias, levando novos conhecimentos para as instituições. Desta forma ajudamos também a criar bons hábitos alimentos, evitando o desperdício de alimentos”, diz Paulo Ricardo da Nova.

Segundo Jaqueline dos Reis Macedo, gerente do Banco de Alimentos da Ceasa, “as oficinas serão ofertadas para instituições socioassistenciais, famílias atendidas no programa e merendeiras dos Colégios Estaduais Setor Bairro Novo e Tatuquara, e alunos dos Curso Técnico de Nutrição e Dietética do Colégio Estadual Júlia Wanderley”. Para Joel Santos Bandeira, do Núcleo de Educação do Bairro Novo e Tatuquara “estes trabalhos ajudam também a fortalecer o aprendizado e capacitar ainda mais as merendeiras, assim como auxiliam na redução do desperdício nas cozinhas dentro das escolas”.

Durante os três dias de programação serão 80 pessoas que participarão desta aulas práticas. “A intenção é mostrar de forma criativa, formas de reaproveitamento de hortigranjeiros que perdem seu valor comercial, mas que ainda mantém suas características e valor nutricional, e que estão próprios para o consumo”, explica Maria de Fátima Oliveira Negre, nutricionista do Banco de Alimentos da Ceasa Curitiba. “Através das oficinas demonstraremos que é possível cozinhar sem perdas e desperdícios, aplicando métodos e técnicas para o aproveitamento integral dos alimentos”, completa a nutricionista.

Nas cinco Ceasas do Paraná, em Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu funciona o Banco de Alimentos. O programa é uma iniciativa de abastecimento alimentar, e atua em parceria com produtores e permissionários atacadistas, através da coleta e repasse de hortigranjeiros sem padrão de comercialização, porém ainda em boas condições de consumo. Depois de selecionados e separados, esses alimentos são repassados para as instituições assistências cadastradas junto ao programa. No Banco de Alimentos de Curitiba estão cadastradas 125 entidades. O programa repassa em média por mês cerca de 161 toneladas de hortigranjeiros, atendendo 48 mil pessoas.

Ouça o áudio desta notíciajavascript:void(0);/*1562344494669*/

Fotos: Divulgação Ceasa Paraná

Será de quarta a sexta-feira da próxima semana. Serão ministrados por profissionais da área de gastronomia e nutrição, das 8 às 12 horas, na cozinha industrial do Banco de Alimentos.

 

Banco de Alimentos Banco de Alimentos   Banco de Alimentos

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.