Serviços de Apoio à Comercialização

Segurança alimentar e nutricional

Responsabilidade Socioambiental

CEASA

02/12/2013

Cebola e tomate sobem de preço. Batata e limão seguram a média das cotações na Ceasa Curitiba

BatataA média ponderada de preços, dos 30 principais produtos comercializados no atacado da Ceasa, apresentou nesta segunda-feira (2/12) variação de 0,3% se comparados à segunda-feira anterior. O reajuste se deve principalmente ao aumento dos preços do tomate, de 42%, e da cebola, de 5%. “Temos menor oferta paranaense desses dois produtos neste início de semana no atacado da Ceasa Curitiba. Nosso mercado está sendo abastecimento com a entrada das safras de São Paulo e Santa Catarina”, diz o economista Valério Borba, assessor técnico da Ceasa Paraná.

No levantamento semanal realizado pela Divisão Técnica Econômica – Ditec, da Ceasa, a caixa do tomate longa vida, tipo Extra 2 A, com 20 quilos está cotada em média a R$ 50. Na semana anterior, a caixa do tomate estava em média a R$ 35. Já a cebola pera nacional, saco de 20 quilos, passou de R$ 17 para R$ 18.

“São oscilações normais para o período. Mas se olharmos o comportamento do mercado, vemos que 10 hortigranjeiros baixaram de preços, outros 14 permaneceram com cotações estáveis. A boa produção e a oferta no atacado, com produtos de qualidade favorece também que o consumidor possa variar ainda mais o seu hábito alimentar”, diz Valério Borba. Na semana anterior a média de preços no atacado já havia baixado em 3%.

REDUÇÕES – Entre os 10 hortigranjeiros que apresentam cotações menores estão a batata comum especial lavada, saco com 50 quilos, encontrado a R$ 70, baixa de 12%; batata-doce, tipo extra branca, caixa com 23 quilos, cotada a R$ 40, redução de 4%; batata-salsa de primeira – mandioquinha, caixa com 20 quilos, cotada a R$ 85, baixa de 15%; pimentão verde, tipo extra 2A, caixa com 13 quilos, cotado a R$ 23, redução de 8%; vagem macarrão, tipo extra 2A, caixa com 17 quilos, cotada a R$ 20, baixa de 20%; e ovos branco, tipo extra, caixa com 30 dúzias, cotado a R$ 63, baixa de 7%.

Entre as frutas a reduções de preços da semana ficaram por conta da banana caturra de primeira, caixa com 22 quilos, cotada a R$ 20, (-9%); limão tahiti, tipo médio, caixa com 26 quilos, cotada da R$ 40, (- 27%); morango, caixa com quatro bandejas, entre 1 a 1,5 quilos, cotado a R$ 7, (-12).

ALTAS - Com preços superiores em relação à semana anterior no atacado da Ceasa Curitiba, encontramos a couve-flor grande, tipo híbrida, dúzia a R$ 20 (+11%); pepino salada aodai, tipo extra 2A, caixa com 22 quilos, cotado a R$ 25 (+8%); abacate manteiga, caixa com 21 quilos, cotado a R$ 120 (+4%); e manga tomy, caixa com 20 quilos, cotada a R$ 40 (+5%).

ESTÁVEIS - Com preços estáveis estão a abóbora seca, quilo a R$ 2,20; abobrinha verde, tipo extra 2A, caixa com 19 quilos, cotada a R$ 10; aipim (mandioca) de primeira, caixa com 22 quilos, cotada a R$ 28; alface, tipo crespa grande, caixa com 18 unidades, cotada a R$ 5; beterraba tipo extra 2A, caixa com 23 quilos, cotada a R$ 18; cenoura nantes, tipo 2A, caixa com 23 quilos, cotada a R$ 20; chuchu, tipo extra 2A, cotado a R$ 18; repolho, tipo híbrido médio, saco com 30 quilos, cotado a R$ 9; abacaxi, tipo havaí grande, caixa com oito unidades, cotado a R$ 28; laranja pera, tipo grande, caixa com 25 quilos, cotada a R$ 18; maçã nacional gala, tipo 1, caixa com 20 quilos, cotada a R$ 78; mamão comum (formosa), caixa com 15 quilos, cotado a R$ 30; melão amarelo grande, tipo 8, caixa com 16 quilos, cotado a R$ 28; e uva niágara rosada, caixa com 8 quilos, cotada a R$ 60.

Saiba mais sobre o trabalho do governo do Estado em:

http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.